Horário de funcionamento: Segunda à Sexta, das 07h30 às 11h30 e das 13h às 17h
Acessibilidade

Paulinho Mineiro anuncia abono natalino aos servidores municipais


Publicado em: 14/12/2018 16:36 | Autor: Valder Ropelli de Menezes

 

 

Prefeito Paulino Mineiro anunciou que o pagamento do 13º salário será na próxima quinta-feira, 20 de dezembro.

O prefeito de Indianópolis, Paulo Cezar Rizzato Martins anunciou esta semana que o pagamento do 13º salário será depositado em conta corrente dos 280 servidores municipais na próxima quinta-feira (20/12) e que será concedido também a todos os servidores públicos municipais um abono no valor de R$ 280 (duzentos e oitenta reais), incluindo os 97 servidores inativos no município, no próximo dia 27 deste mês juntamente com o pagamento de dezembro.

Paulinho Mineiro explica que o abono no fim do ano é uma tradição da sua administração. “Desde que assumi a prefeitura, sempre fiz questão de conceder o abono aos nossos servidores. Só não fiz em 2016 por conta do ano eleitoral, já que eu era candidato”, detalha.

O prefeito explica que, com o 13º somado ao abono salarial e ao salário do mês de dezembro, serão injetados cerca de R$ 1,7 milhão no comércio local. É uma bela injeção de investimento para o nosso comércio no melhor momento do ano”, disse o prefeito.  

Paulinho Mineiro explica que a prefeitura gastará R$ 105.000,00 (cento e cinco mil reais) com o abono salarial e isso só é possível graças ao trabalho da equipe e da austeridade financeira implantada na prefeitura. Mesmo com uma queda na receita de cerca de 5% conseguimos economizar o suficiente para conceder o abono”, diz.


Além da economia, o prefeito de Indianópolis também citou a parceria com a Câmara Municipal, que neste final de ano devolverá aproximadamente R$ 390.000,00 (trezentos e noventa mil reais) para a prefeitura, recursos economizados pelo Legislativo durante todo o ano de 2018.


Paulinho Mineiro demonstra otimismo para 2019. Mesmo com 2018 sendo um ano com queda de receita e aumento de despesas, o prefeito prevê aumento na arrecadação com a recuperação da economia. Segundo ele, com a queda nos recursos livres, sua administração não pôde fazer investimentos pesados em obras, por exemplo. “Meu caminho foi buscar recursos através de convênio e emendas junto aos governos estadual e federal. Graças à atuação dos nossos deputados fizemos avanços e mantivemos a cidade em franco desenvolvimento. Mas poderia ter sido melhor se não fosse a crise econômica”, lamenta o Prefeito Paulinho Mineiro.